Como configurar uma loja online na Austrália?

loja-on-line-austrália


A Statista projeta que a receita de comércio eletrônico australiano atingirá US $ 21.224 milhões em 2019. Prevê-se que essa receita mostre uma taxa de crescimento anual de 6,2%, atingindo US $ 26.993 milhões em 2023. A penetração do usuário é estimada em 80,8% em 2019 e atingirá 89,2% em 2023. Os australianos compram uma variedade de produtos on-line, incluindo hardware e ferramentas, moda, ferramentas de entretenimento e eletrodomésticos. Os gastos on-line no país são dominados por consumidores entre 35 e 44 anos.

A maioria dos compradores on-line na Austrália confia nos vendedores domésticos, o que oferece oportunidades para lojas de comércio eletrônico locais. Os gastos on-line refletem um aumento a cada ano, tornando o varejo on-line o futuro do comércio. Os estados do leste da Austrália exibem a maior quantidade de gastos on-line. Uma empresa de comércio eletrônico deve pesquisar os estados que projetam mais gastos on-line e focar neles. A maioria dos australianos faz compras em seus telefones, para que seu site seja otimizado para dispositivos móveis.

Escolha a plataforma certa

A escolha de uma plataforma é essencial para o sucesso da sua loja online. Não existe uma solução única para todos os tipos de comércio eletrônico, pois cada um tem seu próprio apelo, dependendo do seu orçamento e objetivos. O objetivo é, portanto, buscar a solução adequada ao seu negócio. Uma plataforma de comércio eletrônico geralmente possui vários recursos comerciais, como um carrinho de compras, uma página de exibição de produtos, checkout e gateway de pagamento.

Uma loja on-line precisa de clientes e criar uma base de clientes é um desafio. Você pode optar por aproveitar os seguidores que possui em seus sites de mídia social. Nesse caso, a plataforma que você escolher deve permitir a integração de outros aplicativos. Esse recurso é útil quando você deseja adicionar algumas funcionalidades ao seu site que não estão disponíveis na plataforma de sua escolha..

Você também pode navegar pelos sites online de seus concorrentes. Anote todos os recursos funcionais que você pode adicionar à sua própria loja. Este exercício também ajudará você a refletir sobre funcionalidades exclusivas. A administração de uma loja de comércio eletrônico pode ser cara. Uma grande empresa pode colher os benefícios máximos dos recursos premium. Uma empresa menor, por outro lado, também pode prosperar com uma opção mais barata. A venda de produtos digitais, por exemplo, pode ser feita facilmente através de plataformas simples.

Algumas plataformas populares de comércio eletrônico incluem Shopify, Magento, OpenCart, WooCommerce + WordPress, MotoCMS e Spree.

O desenvolvimento do plugin WooCommerce em 2011 revolucionou a maneira como os sites WordPress podiam vender. O plugin foi projetado para funcionar especificamente com o WordPress, classificado como a plataforma de blog mais popular do mundo. Ele preserva as principais funções principais dos sites WordPress e adiciona personalização, capacidade e configuração de comércio eletrônico. Cerca de 2,3 milhões de sites empregam o uso do plugin.

O WooCommerce é um código-fonte gratuito e aberto, e você pode adicionar extensões para melhorar ainda mais a usabilidade. Um desses complementos é a assinatura do WooCommerce, ideal para pagamentos recorrentes e gerenciamento de assinaturas. Um apelo popular do WooCommerce é a sua flexibilidade. Você pode usá-lo para vender qualquer coisa como assinaturas, compromissos, itens digitais e bens físicos. O plug-in possui análises poderosas e você pode integrar análises externas usando extensões. Possui mais de 100 gateways de pagamento que você integra facilmente ao seu site.

Encontre uma empresa de hospedagem confiável

O setor de varejo on-line é preenchido por várias soluções de hospedagem. Um mercado on-line tem sua própria identidade de marca e oferece venda de conveniência para vendedores de terceiros. Amazon e eBay são excelentes exemplos desse cenário. As soluções auto-hospedadas são ideais para pessoas com uma quantidade substancial de recursos e desejam investir em branding. Sua escolha de um provedor de hospedagem não deve apenas atender às suas necessidades atuais, mas também deve acomodar o crescimento à medida que sua empresa cresce. A hospedagem de comércio eletrônico não é criada da mesma forma e você deve avaliar as letras pequenas. Alguns dos fatores a serem observados são:

  • Desempenho – Sua solução de hospedagem deve acompanhar o tráfego e os pedidos dos clientes no presente e à medida que sua loja cresce. A velocidade do site é vital. Seria indesejável que seu site travasse se vários clientes efetuassem login. Os clientes também não são conhecidos por sua paciência, e é por isso que seu site precisa carregar no menor tempo possível. Você deve observar a alocação da CPU e o armazenamento dedicado do seu plano.
  • Segurança – Você está melhor com um plano que inclui certificações Secure Socket Layer (SSL). O HTTPS mais avançado oferece mais segurança hermética que o HTTP. Um site de comércio eletrônico exige vários detalhes informativos dos clientes, incluindo nomes, endereços e detalhes do cartão de crédito. Portanto, a segurança é fundamental para que seus clientes se sintam confiantes ao navegar pela sua loja.
  • Banco de dados confiável – Os clientes preferem não perder tempo navegando por todas as páginas de uma loja de comércio eletrônico. Em vez disso, eles usam a barra de pesquisa para filtrar suas preferências. Seu banco de dados armazena as informações do produto, facilitando a seleção do usuário. O ideal é que você esteja ciente dos arquivos do produto antes de escolher uma solução, mas as empresas tendem a crescer mais rapidamente do que o esperado. Uma largura de banda escalável seria um dos recursos a serem observados.
  • Tempo de atividade – o tempo de atividade de um site indica o período em que ele está em funcionamento. Embora todos os sites exijam tempo de atividade alto, é mais crítico para as lojas de comércio eletrônico. Qualquer tempo de inatividade pode afetar diretamente as vendas de um site e também a satisfação do usuário. O provedor de hospedagem ideal oferece monitoramento 24/7 para as operações do seu site. O suporte da empresa deve estar disponível e acessível para lidar com as preocupações emergentes.
  • Preço – Uma startup geralmente seria atraída por pacotes acessíveis. Hospedagem compartilhada é geralmente a oferta mais barata, pois pode custar apenas US $ 3 por mês. Os recursos premium custam a você e esses recursos geralmente são os de que o seu site mais precisa. Será útil isolar os recursos mais importantes da sua loja online e avaliar as soluções de hospedagem na web.

wphosting-woocommerce-austrália

Hospedagem WP

A maioria dos blogueiros e administradores da Web australianos gravita em direção à qualidade da hospedagem fornecida pelo WP Hosting. O WP Hosting possui três pacotes otimizados para desempenho. Os planos Startup, Business e Corporate oferecem acesso ao Data Center australiano e fornecem proteção DDoS sempre em execução. Embora você possa hospedar um site nesta plataforma, os recursos do provedor funcionam perfeitamente com as plataformas WordPress. Os desenvolvedores e engenheiros da empresa fizeram questão de entender o WordPress ao máximo, o que significa que todos os recursos foram criados para que seu site funcione da melhor maneira possível..

Configure sua loja online

Se você já possui hospedagem, é provável que tenha selecionado um nome de domínio. O próximo passo é configurar o seu site WordPress, além do WooCommerce. Este processo é descrito abaixo:

Instale o WordPress – O WordPress tem uma plataforma de software livre disponível para os proprietários de sites em potencial. O WP Hosting, como a maioria dos outros provedores de hospedagem no mercado, fornece a instalação do WordPress em um clique. Essa opção normalmente estará presente no painel do usuário do host. A etapa final do processo revelará um site WordPress em branco que atende ao seu nome de domínio. Agora, este site em branco pode ser transformado em um site de comércio eletrônico funcional.

Integrar WooCommerce Plugin- Navegue até o painel do WordPress para a opção Plugin e depois para a seleção Add New. Digite WooCommerce na barra de pesquisa e opte pela opção WooThemes. Comande a opção “Instalar agora” ao lado do plug-in, após o qual você clicará em “Ativar”. Você pode configurar o plug-in, que possui quatro páginas básicas: loja, carrinho, caixa e minha conta. A configuração da localidade é uma das principais configurações do seu site. Você escolherá sua localidade e a moeda que pretende escolher. A instalação também inclui as unidades a serem usadas como medidas e dimensões para seus produtos.

Configure sua loja online

Sua loja on-line precisará de várias funcionalidades para funcionar da melhor maneira possível, incluindo:

  • Remessa e impostos – Dependendo dos seus produtos, você precisará ativar os recursos para impostos sobre remessas e vendas. Os itens físicos, diferentemente dos produtos digitais, precisam ser remetidos. A página de configuração permite uma solução básica de compras, na qual é possível inserir tarifas para remessas locais e globais. Você pode exigir imposto sobre vendas, dependendo da sua jurisdição, e é por isso que deve consultar sua autoridade tributária local ou um contador certificado. O WooCommerce fornece um módulo de imposto que estima as taxas de imposto com base na localização da sua loja.
  • Fazer check-out – Você pode configurar o aplicativo de check-out e cupom do cliente. O WooCommerce permite que os administradores criem cupons em seus sites. O cliente verá a opção na página de checkout. Você também pode comandar o plug-in para calcular descontos de cupom sequencialmente em uma situação em que mais cupons múltiplos sejam usados ​​para uma compra singular. Outra opção é o checkout de convidados que, se ativado, permite que os clientes concluam as vendas, mesmo que não tenham criado uma conta. A página de termos e condições é opcional. Você pode redigir suas próprias diretrizes na seção de conteúdo e os clientes serão solicitados a ler e marcar antes da finalização da compra.
  • Opções de pagamento – O WooCommerce permite inúmeras fugas de pagamento, dependendo de quais são suas preferências. As opções padrão são PayPal, BACS, Pagamento contra entrega e cheques. A solução BACS permite que o proprietário da loja configure a Transferência bancária direta, onde você preencherá os detalhes da conta. O PayPal é a opção mais popular e requer vários requisitos do seu provedor de hospedagem. Você pode optar por ter dois gateways de pagamento, pois é possível encontrar um tempo de inatividade. Outras formas de pagamento incluem Amazon Pay, Square, Stripe e Authorize.net.

Carregar produtos & Otimizar para mecanismos de pesquisa

Para o seu site estar operacional, você precisará de produtos em seu banco de dados. Navegue para o painel e depois para Produtos. A página de edição incluirá:

  • Nome do Produto
  • Descrição do produto – Este campo é suficientemente grande para acomodar o máximo de informações necessárias. Você pode usar não apenas texto, mas também imagens, títulos, vídeos e colunas.
  • Seção Central de Dados – Esta seção divide seus produtos em categorias como física, virtual ou para download. Além disso, você recebe guias para uma variedade de parâmetros para seus produtos. Os produtos vinculados são uma excelente guia para o upselling, onde os clientes veem os produtos que outros clientes com interesses semelhantes adquiriram. Outra guia útil é “Atributos”, onde você pode definir cores alternativas para itens de moda. Você pode definir as dimensões, peso e custo da remessa com a guia “Remessa” e também gerenciar o estoque com “Inventário”.
  • Breve descrição – Esta é a versão resumida da descrição do produto que é exibida aos clientes.
  • Categorias de produtos – essa opção agrupa ofertas semelhantes e funciona como as categorias usuais do WordPress.
  • Tags de produto – Esta é uma opção adicional para a organização de seus produtos.

Depois que seus produtos são exibidos em seu site, é hora de empregar várias estratégias de otimização para aumentar a visibilidade do seu site. O WooCommerce é amigável ao SEO, embora não tenha muitos recursos de SEO. Sempre use descrições de produtos que devem ser salpicadas com palavras-chave relevantes. As descrições devem ser mais interessantes. É fácil usar descrições de fabricação, mas os mecanismos de pesquisa nem sempre são precisos ao selecionar qual texto é o original.

Você também deve otimizar os títulos das páginas. As páginas de categoria podem ser usadas para termos gerais, mas pretendem ser o mais específicas possível nas páginas de produtos. Para otimização adicional, ative as trilhas de navegação no seu site. Esses links são exibidos na parte superior das páginas do produto para ajudar os clientes a navegar para as páginas anteriores e de destino. Os mecanismos de pesquisa usam trilhas de navegação para determinar a estrutura do seu site e como ele será exibido nos resultados da pesquisa. A navegação limpa e simples não apenas atrai visitantes, mas também os mecanismos de pesquisa. Existem inúmeros plugins de SEO que funcionam perfeitamente com o WooCommerce.

Anuncie seu site e gere receita

Aproveite as plataformas de mídia social para anunciar seu site. Essas avenidas incluem Pinterest, Instagram e Twitter. O sucesso em qualquer um desses sites dependerá do que você está vendendo. Você pode optar por segmentar plataformas de mídia social de nicho, centradas em um interesse comum. Para maior eficiência, você pode agendar seu conteúdo com aplicativos. A maioria dos sites de mídia social oferece pacotes promocionais que variam com diferentes faixas de orçamento.

A promoção de uma promoção é uma das formas populares de impulsionar as vendas. Além de fornecer cupons, você pode organizar um concurso em seu site com a ajuda de plug-ins. As ofertas aumentam o interesse do cliente e melhoram a visibilidade da marca. Outra tática de vendas é o uso de boletins informativos que informam os clientes sobre lançamentos de produtos e promoções especiais.

As ofertas de up-sell e cross-sell são bastante lucrativas se forem bem usadas. A venda cruzada inclui produtos agrupados que são comumente usados ​​juntos. Ao vender, ofereça uma quantidade maior de um produto a um preço com desconto.

Conclusão

O futuro do varejo está online. Se você estava planejando um site de comércio eletrônico, agora é a hora de colocá-lo em funcionamento. Os clientes são continuamente atraídos pela conveniência das compras on-line. A maioria das pessoas supõe que o lançamento de uma loja de comércio eletrônico seja difícil devido aos muitos recursos envolvidos, como políticas de pagamento, remessa, impostos, pagamentos e devolução. Plataformas como WooCommerce e WordPress simplificaram tremendamente esse processo.

Jeffrey Wilson Administrator
Sorry! The Author has not filled his profile.
follow me
    Like this post? Please share to your friends:
    Adblock
    detector
    map